1

Fabricantes investem em motores a ar comprimido

1 Comentário, Comente também!


25 de março de 2013

22/03/2013
Tecnologia Hybrid Air promete economia de combustível de até 45%.
Primeiras unidades devem chegar às ruas em 2016.

Tecnologia Hybrid Air promete economia de combustível de até 45%. (Foto: Divulgação)
O grupo PSA Peugeot Citroën apresentou nesta terça-feira (22) um novo tipo de carro híbrido: ao invés de eletricidade, o Hybrid Air usa ar comprimido como segunda fonte de propulsão, em conjunto com um motor movido a gasolina. Segundo a empresa, a tecnologia permite que veículos compactos como Citroën C3 ou Peugeot 208 emitam apenas 69g/km de CO2.
O Hybrid Air é composto por um motor convencional acoplado a uma transmissão epicíclica (composta por uma engrenagem central ligada a um eixo central e com várias engrenagens planetárias ao redor da engrenagem central), assistido por um motor hidráulico alimentado por ar comprimido. Um compressor e uma bomba de ar, estimulados pela frenagem regenerativa, enchem o compartimento de ar comprimido.


11

Ar-comprimido no motor reduz consumo de combustível à metade

11 Comentários, Comente também!


29 de junho de 2011

Motor híbrido a ar

Os veículos híbridos e elétricos capturam a energia dos freios, transformando-a em energia elétrica, que é utilizada para recarregar as baterias.

Per Tunestal, engenheiro da Universidade de Lund, na Suécia, diz ter uma ideia melhor.

Segundo ele, seria melhor usar a energia das frenagens para comprimir ar dentro de um pequeno cilindro.

Esse ar pode ser então usado para ajudar a empurrar os pistões do motor, em um conceito conhecido como motor híbrido a ar, ou híbrido pneumático.

Quando há ar disponível no reservatório, o motor passa a funcionar no chamado "modo compressor", em que a explosão do combustível é substituída pelo ar-comprimido.



2

Produtos da Empresa MDI

2 Comentários, Comente também!


3 de maio de 2011

Recentemente mandei um e-mail para a MDI pedindo mais informações sobre os Produtos que eles irão comercializar e eles me enviaram o arquivo em pdf abaixo. Achei bem interessante, pois eles trazem dados como Preço, Dimensão, número de assentos, etc. 

Download do Completo do em Pdf (Inglês): Produtos MDI

Segue os dados da pessoa que me enviou o arquivo  (Na assinatura eletrônica tinha até o número do celular dele, achei melhor remover)
Michel Verdiani Développement Commercial
Commercial Development
Tel: +33 (0)4 89 01 53 85 (França)

10

Moto movido a Ar: Energia limpa nas ruas

10 Comentários, Comente também!


2 de maio de 2011

Outro protótipo: Moto movido a Ar comprimido (“O2 Pursuit”), desenhado em Melbourne, na Austrália e usando o modelo de motor a ar comprimido de Di Pietro

Com o seu design leve e elegante, e uma maior estabilidade, a “O2” pode lidar com a maioria dos tipos de terreno e vai funcionar melhor do que a maioria das outras motos, mesmo nos dias de chuva e pistas de terra. 

3

Tese de doutorado defendida na Suécia sobre Veículos Pneumáticos Híbridos

3 Comentários, Comente também!


22 de fevereiro de 2011

Minhas palavras: Observei comentários em alguns foruns mencionando que a Tecnologia do Carro movido a Ar é inviável do ponto da física, mas como provou Einstein que tudo é relativo, segue abaixo uma notícia que me deixou animado: Uma tese de doutorado de uma Universidade da Suécia intitulada "The Pneumatic Hybrid Vehicle". Mesmo se tratando de veículos híbridos, ou seja, ainda sendo necessário o uso de gasolina, óleo diesel ou gás natural, a pesquisa sendo uma Tese de Doutorado, poderá animar os investidores.
_____________________________________________
Cada vez que um carro freia a energia cinética da frenagem pode ser captada por um veículo elétrico ou híbrido e usada para mover um gerador que recarrega a bateria. No entanto, pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia, acreditam que a energia cinética da frenagem poderia ser captada na forma de ar comprimido e usada para acionar o motor. Este tipo de motor poderia ser mais barato e econômico que os híbridos movidos a bateria elétrica.

O motor pneumático do chamado “veículo híbrido a ar” armazena ar comprimido em um pequeno recipiente durante a frenagem, fornecendo potência durante a aceleração ou quando o veículo estiver parado. E como estes híbridos dependem do movimento ou da parada para “recarregarem”, são ideais para situações de tráfego lento, típicos das grandes cidades. Cálculos de Sasa Trajkovic demonstram que um veículo híbrido movido a ar comprimido poderia reduzir o consumo de combustível de ônibus urbanos em 60 por cento. É um desempenho promissor para um veículo experimental cheio de ar quente.